Cuidados com a pele no verão

Verão é uma época de aproveitar para fazer atividades ao ar livre. Além de desfrutar deste clima alegre, as mamães também precisam estar atentas a alguns cuidados específicos com a pele.

A proteção solar é essencial, independente da faixa etária, e durante a gravidez o cuidado com ela deve ser redobrada. Lembre-se: proteção solar, somente acima de fator 30! Sabemos que durante a gravidez, a pele pode sofrer algumas alterações – como ressecamento, estrias, acne e cloasma (super pigmentação). Para amenizar, e até mesmo evitar estes sintomas, existem soluções dermatológicas que podem ajudar.

Para evitar as temidas manchas na pele, o melhor aliado é o filtro solar, mas, por conta da acne que algumas gestantes desenvolvem, é melhor optar por um oil free ou em gel, os quais são menos oleosos. Os protores químicos também devem ser aposentados, opte pelos físicos.

Para manter a pele sempre bem hidratada, primeiro, faça uma esfoliação manual, ou seja, nada de peelings e procedimentos químicos, a não ser sob recomendação médica. Estes cosméticos utilizados para remover a camada mais superficial da pele são extremamente suaves, portanto não irritam a pele e a deixa preparada para absorver melhor o hidratante. Escolha para o rosto um esfoliante mais suave e para o corpo opte por aquele com grãos maiores. A esfoliação corporal é ótima porque além de deixar a pele mais macia, também ativa a circulação sanguinea. Dica: fazer uma esfoliação nos mamilos previne rachaduras no momento da amamentação, pois remove a camada de pele mais espessa.

Para prevenir estrias e ressecamento, abuse dos hidratantes e óleos. Dê uma atenção especial para a barriga, seios e nádegas, pois essas são as áreas que mais sofrerão quando a pele começar a esticar por conta do crescimento do bebê. Ao escolher um hidratante ou óleo, opte por aqueles que contêm em sua composição manteiga de karité, óleo de amêndoa ou óleo de uva, pois são ingredientes de alta hidratação. Procure não usar aqueles que contêm uréia ou ácidos. Na dúvida, sempre consultar um dermatologista.

Selecionamos alguns produtos que serão seus melhores amigos durante os dias quentes de verão:



Cuidados para o seu bebê em dias mais frios

O friozinho já está batendo na nossa porta! E com ele vem algumas delícias como banhos quentinhos, cobertas aconchegantes e chocolate quente! Isso para nós, adultos. Já para os bebês, algumas atividades corriqueiras vão se tornando um pouco mais complicadas e requerem um cuidado especial. Veja algumas dicas que preparamos para você e o seu filho enfrentarem os dias de baixas temperaturas.

Ar
Uma das maiores preocupações deve ser com o risco de problemas respiratórios, mais comuns nesses dias mais gelados, além da poluição que se torna mais intensa por conta da baixa umidade do ar. Para isso, lave o narizinho do bebê com soro fisiológico para mantê-lo limpo e hidratado.

Banho
“Posso dar banho no meu bebê todos os dias?” Ah, a grande dúvida de papais e mamães. Pode até dar uma dozinha de ter que dar banho no seu pequeno em dias de frio, mas temperatura não é desculpa para privá-lo de banho! O banho dos bebês deve ser diário, então, nada de pensamentos do tipo “ah, um diazinho não fará mal”. Prefira os horários mais quentes do dia (como perto do meio-dia) e sempre deixe a água em temperatura morna, em torno de 36ºC, pois além de deixar o seu bebê mais confortável, a água quente resseca a pele e aumenta o risco de alergias. Se for optar em dar banho após a amamentação, espere no mínimo duas horas para evitar que ele fique enjoado. E se possível, troque ele no mesmo local para evitar o choque térmico.

Pele
é comum no inverno os bebês ficarem com a pele mais grossa e ressecada, por conta da desidratação cutânea. Prefira os hidratantes hipoalergênicos, sem perfume e destinados especialmente para crianças.

Passeios
Com o ar mais frio e a poluição mais agravante, deve-se evitar exposições desnecessárias, mas isso não impede que o bebê faça um passeio com os cuidados devidos. Quando retornar do passeio, lave o rostinho do bebê com o soro fisiológico para eliminar as secreções que contem microorganismos inalados durante o percurso nas ruas. Agasalhe bem o seu filho para evitar as mudanças bruscas de temperaturas. Não é a “friagem” que fará o seu bebê adoecer, mas sim a variação de temperatura, que favorece o ataque de vírus. Com isso, tente evitar shopping centers, pois é um ambiente muito aglomerado que facilita ainda mais a sua propagação.

Vestuário
A regra de colocar uma peça de roupa a mais do que os pais é válida. Bebês não sentem muito mais frio que os adultos. Mantenha sempre uma roupa de algodão em contato com a pele e as extremidades bem agasalhadas. Abuse de toucas e gorrinhos quando for sair, além de mantê-lo aquecido, é sempre um charme!

Fraldas
Feche as portas e janelas do local onde você fará a troca de fralda do seu bebê para evitar correntes de ar e coloque um tecido de fralda no trocador (caso ele seja de plástico). Lenços umedecidos devem ser deixados de lado nos dias mais frios, pois são muito gelados em contato com a pele do bebê. Opte em fazer a higienização com algodão embebido em água morna.

Com pequenos cuidados, a estação mais aconchegante do ano pode ser aproveitada por você e o seu bebê sem medos e preocupações!

Estrias? Saiba como lutar contra elas

Janeiro é a cara do verão, não tem jeito. A piscina e a praia são as mais desejadas para se distrair e diminuir o calor.

Mas, colocar biquíni ou maiô pode ser uma tortura para quem foi assombrado por um dos maiores fantasmas da gravidez: as estrias.

E toda essa preocupação não é à toa: elas afetam cerca de 90% das gestantes, deixando cicatrizes nas mamas, abdômen, coxas, nádegas e quadris.

A pele é formada pela derme e epiderme. Na derme, a camada mais profunda, se localizam as fibras de elastina e colágeno, que dão firmeza para a pele. Em algumas gestantes, essas fibras não acompanham o aumento do volume corporal e acabam rompendo. É aí que as estrias aparecem.

As estrias avermelhadas são recentes e, por isso, podem ser minimizadas com maior facilidade do que as brancas, que já se encontram no corpo por mais tempo.

A maior dica que os médicos podem dar para quem está grávida é evitar o efeito sanfona: engordar e emagrecer com frequência. Tenha uma alimentação balanceada e rica em vitaminas e minerais, beba muita água, não fique estressada porque, assim, aumenta a produção de colágeno e proteínas.



Cremes hidratantes também são grandes aliados nessa batalha. Hidrate a sua pele várias vezes ao dia e fique atenta ao aumento do volume do seu corpo. Procure um dermatologista para que ele indique produtos adequados para o seu organismo.

Cuide-se e deixe apenas as boas lembranças da gravidez em você.

Amanhã é dia de moda, vai perder? Aposto que não.

Até!

Crédito da Foto: Not1

Estrias? Aqui não!

Acompanhar o crescimento da sua barriga e, com ele, o desenvolvimento do seu bebê é, com certeza, um momento mágico na vida de qualquer mamãe. Mas, para que sua barriga cresça sem as tão temidas estrias, vamos ver como evitá-las?

Água – Hidratar-se muito durante a gravidez ajuda – e muito – com as estrias.

Vitamina C – Estimula a produção do colágeno, responsável pela elasticidade da pele. Quais? Use e abuse de frutas e outros alimentos que, além de ricos na vitamina, vão ajudar na sua alimentação, como o abacate, abacaxi, acerola, brócolis, banana, couve, espinafre, laranja, maça, kiwi, manga, mamão, melancia, melão, morango, pêra, entre outros.

Alie-se aos cremes – Na gravidez, consultas ao dermatologista auxiliam e muito a sua pele e seu bem-estar. Pergunte sobre os cremes que podem ser usados e invista na sua pele! Com os cremes certos e seguindo todas as dicas, as estrias não vão nem chegar perto. Abuse de hidratantes, cremes específicos e óleo de amêndoas, sempre prestando atenção se podem ser usados por gestantes e com indicação do seu médico. Não tem erro.

Cuide do peso – O ganho excessivo de peso também pode influenciar e causar estrias. O normal é engordar em média de 9 a 12kg e sempre fazer o acompanhamento com o seu obstetra.

Lingerie para grávidas – Os sutiãs de sustentação e as calcinhas de cintura alta, específicos para as gestantes podem ajudar e muito a combater as estrias.

Mas, se elas aparecerem, não se preocupe. Converse com seu médico e veja quais tratamentos podem ser feitos depois da gravidez e curta muito os nove meses super especiais da gravidez!