Inspiração: lembrancinhas do chá de bebê

Já falamos sobre chá de bebê em outros posts aqui no Blog, mas com o tema de decoração ou com sugestões do que servir no dia, hoje nós separamos ideias de lembrancinhas para as mamães oferecerem aos convidados no no evento.

Como cada detalhe do chá de bebê, é importante encomendar ou preparar tudo antes. É interessante elaborar uma lista de convidados meses antes do chá, para poder estipular a quantia de tudo, incluindo as lembrancinhas. Assim, caso você precise fazer alguma parte das lembrancinhas em casa, terá tempo hábil para isso.

Escolhemos algumas opções que vão das mais práticas, até as mais trabalhosas. Dê uma olhada e guarde como inspiração para quando estiver elaborando o chá do bebê:

Uma flor de porte pequena plantada num vasinho com algum bilhetinho relacionado á chegada do bebê. A flor ainda tem um lado poético e simbólico, afinal, é uma nova vida chegando no lar da pessoa e levando um pouco mais de alegria, assim como o bebê.

chá6

Barrinha de chocolate embalada com papeis das cores da decoração. Receber doce é sempre gostoso.

 Docinhos como jujubas ou balinhas dentro de um potinho ou caixinha personalizada também são uma ótima alternativa para lembrancinhas comestíveis.

 Bolo de caneca é uma lembrancinha fofa e o mais interessante é que, depois de se deliciar com o doce, o convidado pode guardar e usar a caneca no dia a dia. 

 Sachê de chá combina bem com a ocasião. Faça uma embalagem personalizada e use algum sabor de chá de sua preferência. 

Chaveiros com o tema da decoração ou com a letra do nome do bebê também entram para a lista de boas opções.

 

Roupinhas do bebê: dicas de cuidados ao lavar

Diferente da pele do adulto, a pele dos bebês são extremamente delicadas e precisam de muitos cuidados em relação ao toque. Sendo assim, a forma de manusear e higienizar as peças de roupa dos pequenos exige mais atenção. Uma peça que não foi lavada ao ser retirada da loja, quando usada pelo bebê pode dar inicio á algum tipo de alergia ou irritação na pele. Produtos usados durante a lavagem (sabão, amaciantes e produtos de cheiro) também podem desencadear problemas na saúde.

Hoje separamos algumas dicas de como lavar as peças do bebê de forma segura, sem correr riscos de prejudicar o pequeno:

>> Usar sempre sabão neutro ou específico para crianças. Sabão de coco também é uma opção.

>> Evite amaciantes. Alguns bebês possuem facilidade para desenvolver dermatite e o amaciante pode aumentar as chances por conta do perfume e da química.

>> Sabão em pó é uma substância alcalina, possui pH maior do que sete e pode deixar resíduos com pH alto no tecido, por isso não é indicado o uso do produto nas peças do bebê.

>> Dedique atenção na hora do enxágue. É essencial que a água retire todo o produto usado na lavagem.

>> As roupinhas do bebê precisam ser lavadas separadamente para evitar que se contaminem com bactérias presentes nas roupas dos adultos. Não misture as roupas.

>> Procure lavar cada peça a mão. Além de mantê-las com aspecto de novas, vai ajudar a retirar qualquer sujeira presente no tecido com mais precisão.

(Fonte: Delas ig)

 

Fotógrafo faz série de fotos com bebês experimentando limão pela primeira vez

O fotógrafo April Maciborka em colaboração com David Wile tiveram uma ideia ótima e com um resultado que é uma fofura só. Eles só precisaram de alguns bebês que não haviam provado limão ainda e a tal fruta de sabor cítrico. Pronto! No final ganharam uma série de fotos cheias de caretas e reações engraçadas pela descoberta do sabor azedinho do limão.

Vamos ver?

bebes1

bebes2

bebes3

6 coisas para os 6 primeiros meses do bebê

A vida de um bebê é feita de fases e em cada uma delas é possível auxiliar o desenvolvimento do bebê com hábitos e objetos simples. Listamos algumas coisas que vão deixar os bebês mais tranquilos, felizes e com melhor desenvolvimento ao longo dos seis primeiros meses.

Primeiro mês: bebê enroladinho - Os bebês se sentem muito confortáveis quando enrolados como charutinhos nas suas mantinhas. Isso acontece porque a sensação de estar embrulhado é parecida com o ambiente intra-uterino e eles se sentem mais seguros.

Segundo mês: carregando o bebê –  Bebês de dois meses adoram ser carregados. É por isso que muitas vezes, quando eles estão chorando, é só sair por aí com eles no colo que o choro passa. O movimento, que dá o balanço no bebê, também ajuda a desenvolver o sistema sensorial, que fica na orelha. Para não manter o bebê só no colo, sling ou wrap são boas opções.

Terceiro mês: deitando de bruços – Por conta da Síndrome da Morte Súbita (SIDS) que acontece com mais freqüência em bebês que dormem de bruços, não é indicado deixar o bebê dormindo assim, mas sim de barriga para cima. O problema é que, por evitar deitarem os bebês de bruços, atualmente eles têm começado a engatinhar mais tarde, já que não estão desenvolvendo essas capacidades motoras ao deitar só de barriga para cima. O ideal é deixar que o bebê permaneça de bruços por algum tempinho enquanto estiver acordado.

Quarto mês: bebê no espelho – Alguns especialistas afirmam que o bebê só reconhece sua própria imagem após os 18 meses, mas isso não torna o espelho algo menos atraente para eles aos 4 meses. Permita que seu filho se veja e te veja no espelho. Certamente será uma incrível descoberta para ele.

Quinto mês: dê tempo ao bebê - Saiba respeitar o tempo do bebê. Nem sempre ele estará disposto e interessado na sua brincadeira ou brinquedo e isso não atrapalhará o desenvolvimento dele. Tente entender a linguagem do bebê: se ele não se mostrar interessado, tudo bem, ele também tem o tempo dele.

Sexto mês: conhecendo outra pessoa – Como o bebê ainda não reconhece rostos, é importante que ele conviva com outras pessoas freqüentemente para não ficar inseguro longe da mãe. Em algum momento isso será necessário e quanto antes ele entender entender que há conforto e cuidados mesmo quando não reconhece o cheirinho materno, melhor.

(Fonte: Mamãe e Bebê)