Agite(-se) antes de beber

Já comentamos aqui sobre os problemas que uma má alimentação pode trazer aos nossos pequenos, mas como saber se um produto é saudável?

Os famosos “sucos de caixinha” são uma bebida prática e brilham nos olhinhos das crianças pelas cores e também por alguns personagens ilustrados na embalagem. O apelo comercial é grande, mas e a quantidade de nutrientes?

Você sabia que o primeiro ingrediente listado na embalagem é o componente em maior quantidade naquele produto? A ordem é decrescente, e isso vale para tudo, de alimentos a até cosméticos.

Uma pesquisa do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), realizada em Fevereiro deste ano, constatou que alguns sucos de caixinha disponíveis no mercado não possuem o teor mínimo de fruta exigido por lei. Ou seja, tem suco de fruta sendo vendido por aí sem a fruta! E se formos olhar bem, muitos sucos têm o açúcar como primeiro ingrediente listado! É um suco de açúcar!

O nome do projeto é “Agite(-se) antes de beber”. Veja o espanto das crianças (e dos pais) ao descobrirem o quanto de fruta contém nos tais “sucos”:

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

Vale a pena lembrar que existe uma diferença entre sucos e néctares. Sucos são polpa de fruta e água, com ou sem adição de açúcar, dependendo do fabricante. Já os néctares são uma quantidade de polpa de fruta e o restante são outros ingredientes (como açúcares, corantes e outros aditivos químicos).

Para saber mais sobre o “Agite(-se) antes de beber” acesso o site: www.idec.org.br/especial/agitese

E lembre-se: a gente é o que a gente SABE o que come!

Principais líquidos durante a gravidez

Você já deve estar cansada de saber que a água é fundamental para o bom funcionamento do nosso corpo. E apesar de tantas informações, às vezes, não consumimos a quantidade apropriada. Com os dias quentes do verão (principalmente deste!) a importância de tomarmos bastante líquidos aumenta.

Além de hidratar, durante a gestação, a água ajuda na circulação sanguínea do útero e da placenta, ajuda no o tecido fluido amniótico e também no desenvolvimento do seu bebê.

Separamos algumas opções para você se manter sempre hidratada e com os nutrientes necessários durante a gestação:

ÁGUA
Se você não é acostumada a beber água, acrescente rodelas de limão! Além do gostinho refrescante, alimentos cítricos ajudam a aliviar as náuseas. Você pode adicionar um pouco de gengibre também, um excelente e natural anti-inflamatório

SUCOS
Sucos naturais são mais ricos em vitaminais e não contêm corantes e aditivos. Você sabia que a goiaba tem 86% de água? E o melão é quase 100% feito de água. Procure introduzir frutas com alto teor de hidratação em sua alimentação.

LEITE
Leite é fonte de cálcio, importante nutriente para o desenvolvimento dos ossos do seu bebê. Faça vitaminas ou smoothies com frutas geladinhas. Iogurtes também podem ser incluidos.

CALDOS E SOPAS
Sopas e caldos também são ótimas opções para as mamães que torcem o nariz para verduras e legumes. Experimente um caldo de abobrinha gelado:

Ingredientes
1 colher de sopa de azeite
1 cebola média picada
sal marinho a gosto
2 dentes de alho triturados
700 gr de abobrinha cortada grosseiramente (3 médias)
1 batata grande assada, sem pele e cortada grosseiramente
4 xícaras de chá de água
1 punhado de castanha-do-pará triturada no pilão

Modo de preparo
– Coloque em uma panela grande 1 colher de sopa de azeite e adicione a cebola e o sal marinho a gosto e deixe cozinhar, mexendo ocasionalmente, até que as cebolas fiquem bem macias (não as deixe escurecer) por mais ou menos 5 minutos.
– Acrescente a abobrinha, a batata e a água e deixe ferver.
– Diminua o fogo e cozinhe por 10 a 15 minutos ou até que s vegetais fiquem macios.
– Transfira a mistura para o processador e bata bem até ficar bem macia.
– Depois é só deixar na geladeira até esfriar e se servir.

Sem desculpas para não ficar hidratada nesse verão, hein, mamães!

 

Receita – Fonte: Mais Você

Receitas: picolé de frutas

As temperaturas teimam em aumentar e o seu pimpolho não é o maior dos fãs de frutas. Nessa hora, use a criatividade ao seu favor. A ingestão de nutrientes essenciais para as crianças pode ser adquirido de várias formas e uma delas pode estar no picolé!

Aquela fruta de aparência não tão apetitosa de repente ganha cores lúdicas e formas divertidas que irão atrair o seu filho! Confira aqui 3 receitas deliciosas de picolés de frutas:

PICOLÉ DUAS CORES

Ingredientes
– Suco de manga (1 manga doce batida com pouca água, até ficar um suco denso)
– Suco de uva integral

Modo de preparo: Preencha metade das forminhas com o suco de manga denso e a outra metade com o suco de uva e leve para gelar por 4 horas. Os líquidos se misturam levemente, mas as pontas do picolé ficam com cores diferentes.

PICOLÉ DE BANANA

Ingredientes
– 2 bananas firmes e maduras
– 1 pote de iogurte natural
– 3 castanhas de caju ou do Pará ou 10 amêndoas (trituradas como se fosse farofa)
– Palitos grandes

Modo de Preparo: Coloque o palito nas bananas passe-as primeiro no iogurte, e depois na farofa de castanhas. Embrulhe cada banana no papel manteiga, mas não aperte muito e leve ao congelador por 4 a 5 horas.

PICOLÉ ROMEU E JULIETA

Ingredientes
– 2 goiabas vermelhas maduras (descascadas e cozidas)
– 800 ml do leite do seu filho

Modo de Preparo: Bata a goiaba no mixer com o leite. Coloque em forminhas de picolé ou em saquinhos próprios para sacolé e leve à geladeira até endurecer.

As receitas podem até ser destinada aos pequenos, mas sabemos que vai ter muito adulto aproveitando a delícia das frutas para se refrescar nesses dias quentes! ;)

 

Fonte: Bebê Abril

Meu filho não quer comer! E agora?

Vai chegando a hora do almoço, você passou todo aquele tempo na cozinha preparando uma comida bem gostosa e nutritiva para o seu pequeno e quando chega a hora de sentar-se à mesa não há aviãozinho que faça o seu filho comer! Qual mamãe se identifica com esta situação? Mas calma, criança rejeitar comida é um comportamento normal, o que não pode acontecer é isso virar um hábito.

Dentre tantos motivos para a falta de apetite, um deles pode estar relacionado para chamar a sua atenção. Mas é importante que os pais compreendam que o apetite da criança diminui após o primeiro ano de vida.

A gente sabe que a resistência ao novo é um mecanismo normal do ser humano. Mas é importante que os pais deixem seus filhos experimentarem novos sabores e começarem a maneira de introduzir novos alimentos na rotina de seus pimpolhos. Alguns costumes são essenciais na hora de comer, e isso ajudará o seu pequeno a comer bem e com prazer!

– Dê o exemplo: não é porque você não gosta de cebola que o seu filho também não gostará e vice-versa. Estimule sempre o paladar do seu pequeno.
– Lugar de comer é na cozinha! Distrações como TV e brinquedos só prejudicam a hora de comer.
– Seja firme: seu filho não comer no horário, ele terá de esperar até a próxima refeição. Desta forma, o organismo dele se habituará a sentir fome sempre nos horários estabelecidos.
– Não faça longos intervalos entre as refeições para que ele não ataque bobagens.
– Nunca faça chatagem! “Se você comer essa cenoura, poderá comer um chocolate depois”. Isso mais tarde poderá servir de munição para o seu filho te manipular como também passa a mensagem errada de que aquilo que ele está comendo não é realmente tão bom assim.
– Não insista demais. A capacidade gástrica da criança diminui o prazer na hora de comer se a oferta de comida for maior.
– Aviãozinho e brincadeiras devem ser aposentadas. Essas distrações podem até funcionar no início, mas você terá que inventar outras artimanhas para o seu filho prestar menos atenção no que está comendo. Hora de comer é hora de apreciar todas as texturas, sabores e cores dos alimentos.
– Se o seu filho não gosta de brócolis, não tem problema. É só substituí-lo por outro alimento do mesmo grupo nutricional.
– Informe os avós das rotinas estabelecidas! Sabemos que na casa dos avós é sempre uma delícia, mas é importante que eles estejam cientes de suas regras para a criança não ficar confusa.